domingo, 3 de janeiro de 2010

Mensagem de Ano Novo de Sª Excª a Presidente deste Blogue

Caros amigos, conhecidos, desconhecidos e inimigos:

2010 chegou de mansinho... Já hoje é dia 3...
Daqui a poucos minutos será dia 4...
Temos a impressão que tudo passa tão rápido nesta vida... à excepção do governo do Sócrates, e a presidência do Cavaco... Essas parecem nunca mais acabar...
Já não podemos mais com tanta corrupção, hipocrisia e roubalheira!
Sabiam que o Governador do Banco de Portugal, Dr. Vitor Constâncio, ganha 250.000 euros anuais e o responsável do Banco Central dos Estados Unidos ganha 140.000 euros anuais?
Sem comentários!
É por isso que em 2010 não podemos baixar os braços. Vamos lutar contra este estado de coisas. Este país é de todos os trabalhadores, e não de clientelas seleccionadas, "vitores constâncios" que, com os seus vergonhosos vencimentos anuais tão elevados, pregam a torto e a direito contra o aumento de salários...

Quem quiser um 2010 com menos pobreza,
menos exclusão social e mais protecção no desemprego pode assinar esta PETIÇÃO.(clicar na frase)

Eu já assinei!
Não posso começar um ano novo a encolher os ombros e a suspirar que vai ser sempre tudo igual...
Não vai!
Depende de mim. Depende de nós.
É por isso que volto a desejar a todos um Bom Ano de 2010!

Tenho dito.

8 comentários:

Lúcia disse...

Exª
Um grande 2010. Para a Exºma, famíliae para todos nós, que bem merecemos.
Mas temos de fazer por isso! Todos.

samuel disse...

Ano novo... será?
O pouco ou muito que conseguirmos mudar o dirá!

Abreijo.

Maria disse...

Xiiii, já sou a 3937...
Mas esta petição deveria ser mais divulgada!!!
(é o que vou fazer...)

Beijinhos

Antuã disse...

O Ano Novo só o será se fizermos por isso. Nada cai do céu.

Fernando Samuel disse...

E disseste muito bem.

um beijo.

Ana Camarra disse...

Encolher os ombros, nunca!

um beijo

Anónimo disse...

petições? palavras?
quero acção!chega de comodismo!
há braços para mundos novos, quem os quiser que os tome, quem não os quiser, que os deixe!

Anónimo disse...

Ainda ganha "pouco", quer ir para o BCE, ganhar mais...