segunda-feira, 21 de junho de 2010

José Saramago


Faltam-me as palavras... Felizmente houve quem as escrevesse primeiro.


Não me Peçam Razões...

Não me peçam razões, que não as tenho,
Ou darei quantas queiram: bem sabemos
Que razões são palavras, todas nascem
Da mansa hipocrisia que aprendemos.

Não me peçam razões por que se entenda
A força de maré que me enche o peito,
Este estar mal no mundo e nesta lei:
Não fiz a lei e o mundo não aceito.

Não me peçam razões, ou que as desculpe,
Deste modo de amar e destruir:
Quando a noite é de mais é que amanhece
A cor de primavera que há-de vir.

José Saramago, in "Os Poemas Possíveis"
(16 de Novembro de 1922 - 18 de Junho de 2010)

7 comentários:

Maria disse...

Querida Sal: faltam-nos as palavras, o ânimo, os dias parecem cinzentos, faz vento, sei lá...
Vim ver o mar. Uns dias. Para voltar à luta de cabeça lavada por demtro. Às vezes é preciso.
'Levantado do chão' foi o primeiro livro dele que eu li, Há mais de 30 anos, seguramente. Marcou-me para sempre, tive que parar a meio (uma noite). Vou lê-lo outra vez, com outros olhos.

Beijos aos três.
E continuaremos a LUTA!

Teresa Calcao disse...

Uma pessoa muito controversa para alguns....mas sempre do lado dos fracos e oprimidos....um verdadeiro "SER HUMANO"!!!!!!!
Beijinhos

GR disse...

Mês de Junho, “ela” tem entrado de surpresa, “ela” não gosta de ler.
Senão saberia que o livro termina;
“No dia seguinte ninguém morreu"
Detesto o fatídico mês de Junho.

Bjs,

GR

Moura Aveirense disse...

Também coloquei no meu blog vários "posts" sobre Saramago. Têm sido dias tristes, estes... Vai fazer muita falta...

Antuã disse...

Mas eles continuam ao nosso lado.

Fernando Samuel disse...

«Saramago, a luta continua!»

Um beijo.

Anónimo disse...

Comissão de Utentes da A23, A25 e A24


Já pode subscrever o abaixo assinado contra a introdução de portagens nas A23, A25 e A24 no site da Comissão de Utentes, aqui:

www.contraportagens.net