quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Palestina


Sobre os ataques de Israel à Faixa de Gaza já se disse muito, mas raramente a verdade, se olharmos para a comunicação social reinante, subserviente do grande capital.
Porém encontrei um texto que diz tudo. Vão lê-lo ao Império Bárbaro. Consulta obrigatória.
É que, para mim, desde que hoje de manhã ouvi na rádio que os israelitas íam conceder "três horas de cessar-fogo para permitir a ajuda humanitária" na Faixa de Gaza, nos locais onde eles estão a matar palestinianos só "porque sim", desde que ouvi isso, dizia eu, não consigo falar sobre o assunto calmamente, e sem usar de algum vocabulário vernáculo, que, claro está, não fica bem numa senhora... :)
Não consigo aceitar que haja tanta hipocrisia.
É inadmissível o que se está a passar.
Também acho graça às declarações daquele senhor que dá pelo nome de Shimon Peres, Nobel da Paz em 1994, a quem ninguém ainda pensou retirar tal prémio... (Por menos falou-se em retirar o Nobel da Literatura a Günter Grass).
Estou revoltada e com uma enorme sensação de impotência perante o que se está a passar.
Raio de mundo, este!

7 comentários:

salvoconduto disse...

Como as coisas são, não conhecia o blogue...
Partilho da opinião dele e da tua revolta.

Obrigado.

Antuã disse...

Qual é o deus mais sanguinário?!... Leia-se o Antigo testamento e depois fale-se de extremismo religiosos.

Maria disse...

O artigo do Império Bárbaro é excelente.
Amanhã gritarei também por ti frente à embaixada (ou tão perto quanto nos deixarem chegar...)
No sábado deve haver qualquer coisa no Porto...

Beijinho, Sal

Sopro leve disse...

Retirar o nobel a Shimon Peres? Mas não lhe foi dado por ele ser assim... ele mantêm-se coerente...

samuel disse...

Retirar-lhe o Nobel? E não querias mais nada?!...

Abreijos

Justine disse...

A revolta é o que nos sobra, Sal. A impotência o que nos dá força para gritar a raiva

duarte disse...

que não nos pare a revolta , e que nunca deixemos de nos manifestar contra as monstruosidades.
abraço do vale.
obrigado pela dica.grande texto.