quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Voltei, oh não!!! Cá vai a 200ª mensagem...

Cum catano!
Não posso deixar-vos uns dias, começam logo a combinar sopas de pedra sem mim. Umpf!!
Pois tenho a dizer-vos o seguinte:
espero ansiosamente por uma magnífica festa que vai decorrer de 5 a 7 de Setembro, na Amora, Seixal. Até já vi umas fotos da sua montagem. Chama-se FESTA DO AVANTE! e, durante três dias, é o local mais bonito deste país,
é o sítio onde me sinto melhor, onde vou buscar tantas e tantas energias para voltar à luta do dia a dia, é mesmo uma festa muito especial, e só depois de se lá ir é que se tem a noção do que aquilo é. Infelizmente, nem toda a gente gosta desta festa, e todos os anos se assiste a uma tentativa de desmobilização dos possíveis visitantes, e para isso vale tudo, desde fazer leis que actuam especificamente contra a Festa, até contar mentiras. Esclarecedor o post do Cravo de Abril sobre esta matéria.
Entretanto, enquanto não chega a Festa, vou dar uma volta à Feira de S. Mateus, em Viseu (que não lhe chega aos calcanhares...aliás, parêntesis dentro do parêntesis, nem fica bem fazer comparações.) Só lá vou porque vou muito bem acompanhada.
E Pronto! Voltei!

9 comentários:

salvoconduto disse...

Garanto que a sopa de pedra, mesmo a esta hora, marchava.

linhadovouga disse...

Terei todo o prazer em partilhar contigo uma sopa de pedra em qualquer lado.
Mas na Festa é outra coisa.
E é como sugeres: a Festa é como algumas coisas muito boas (e algumas até muito íntimas...): só se percebe o bom que é depois de se lá ir a primeira vez.
No meu caso tinha dois anos quando experimentei.
Cresceu comigo e passou a fazer parte da minha vida.

Sal disse...

Salvoconduto:
marchava, que já é tarde e a fome aperta...

Linha do Vouga:
Ainda bem que a Festa faz parte da tua vida.Faz parte, felizmente, da vida de muitas pessoas, algumas ainda mais pequeninas que tu quando tinhas dois anos.... E mais novinhas, também...
ih ih

Lúcia disse...

Então ainda cruzamos na Feira de S. Mateus. Não dispenso uma farturinha. Embora já tivesse visto melhores dias, a Feira. Mas vá.
Beijos, sal

Sérgio Ribeiro disse...

Ora façam favor de não me criar complexos com essas idades. Não falhei uma única festa, e vão 32! e já era crescidinho em 1976, nem que tivesse de vir de lá longe das Áfricas passar o fim-de-semana à pátria (que era e é a Festa), nem que tivesse de "fugir" do hospital.
Quanto à sopa de pedra não se esqueçam que é em Santarém à mão d'rêta de quem entra pela Medideira.
Bom "aperitivo" em Viseu!
Abreijos

Fernando Samuel disse...

É escusado dizer, mas digo: ainda bem que voltaste...

(Quanto à nossa Festa: minha primeira Festa foi há 32 anos, eu era um «bocadinho» maior que vocês, e nunca mais deixei de lá ir...)

em azul disse...

Festa é festa!
Sopa da pedra não gosto muito... estou sempre à espera de trincar a dita!
Beijo

Lúcia disse...

Ah! E a festa do Avante? Este ano?
Nada:(( perco eu.

Beijos

Orlando Gonçalves disse...

Não há festa como esta, e quanto aos ataques, os cães ladram e a caravana passa. Eles que ladrem sozinhos que nós faremos a festa, ehehehehehehehehe.
Um Abraço, até à festa.