segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Ó cavaco: cuidado com o pescoço...


Ao ouvir as notícias na rádio descobri que sua santidade, o professor Cavaco Silva, andava por terras de trás-os-montes, a tentar conhecer as gentes daquelas terras ermas e distantes (ou como dizia o Herman José nos seus tempos de glória "o enterior desquecido e ostracizado"). Sua excelência descobriu, vejam bem, que há apenas dois vigilantes a patrulhar a zona do Douro Internacional, uma área de cento e muitos quilómetros. Oh. O senhor presidente da República não sabia que havia falta de meios...
Fez-me logo lembrar a Maria Antonieta e uma história que se lhe atribui: face à revolta do povo fora do palácio, e um grupo que pedia pão, dirigiu-se-lhe uma camareira que informou a rainha que o povo não tinha pão, ao que esta terá respondido: "Não tem pão? Que comam brioches?!" À falta de brioches o Cavaco recomenda Bolo Rei.
A distância dos governantes face à realidade é perigosa para os pescoços...
E se fosse a ele, nas próximas eleições não punha o pescoço à disposição...

6 comentários:

Maria disse...

O que ele diz que não sabe já a mim me esqueceu - diria a minha avó, que sabia destas coisas...
É um cromo!

Beijinhos

Antuã disse...

O cavaco é sempre o último a saber.

Justine disse...

O que me admira é que ele soubesse que há Trás-os-Montes...

Lúcia disse...

Ó sal - o Cavaco inspira-te. Hilariante!
As etiquetas então...
Beijinhos e boa semana

SR disse...

Boa, Sal. Está excelente!

Fernando Samuel disse...

Boa!

Um beijo.