segunda-feira, 21 de julho de 2008

A Reportagem que a Justine Pediu...

Pois a Justine pediu, e pediu muito bem.
Vamos lá ver se não me esqueço de nada..
Pois.. Entrei na Festa da Alegria por volta da hora de almoço. Estava um sol abrasador que fazia transpirar até as pedras. No pavilhão de Viana do Castelo, no entanto, estava fresquinho. E comeu-se lá muito bem, uns mexilhões e uns rojões, e bebeu-se um vinho verde fresquinho, daqueles de chorar por mais... A tarde foi avançando, entre um abraço aqui, uma cara conhecida ali, um camarada que nos salta ao caminho, e sorrisos, alegria, convívio, conversa sobre tudo um pouco, e eis que ouço o cantar das vozes dos mineiros de Aljustrel, a passar ali na estrada, tão pertinho... Foi um momento mágico. Toda a gente pára tudo o que está a fazer para os ouvir, para os vêr, tão unidos, de braços dados, a cantar com vozes duras, graves, algumas mais agudas, a solo, e depois o grupo todo a responder... E a carga emocional contida naquelas vozes, os rostos de uma definição tal que se podia dizer detalhadamente de que cor eram os olhos de todos eles... E como brilhavam.. E subiram ao palco despertando lágrimas em alguns corações mais sensíveis, segundo ouvi dizer. Não me admira nada. Eu também fiquei num periclitante estado emocional (se me falassem naquele momento, desabava...).
Mas o convívio continuou, com o queijinho e o presunto do pavilhão das Beiras, e mais camaradas conhecidos, mais risos e sorrisos..
Vi por lá uma Quadrilha a tocar cheia de garra no palco, e não faltou a dança de novos e velhos, tudo junto, tudo em festa, como deveria ser, e foi.
E depois ouvi o comício que esteve cheio de gente, cheio de energia.
Ouviram-se palavras certeiras, reveladoras de que há ainda quem se preocupe com este país, e no final dançou-se a Carvalhesa...
Fiz-me outra vez à estrada, ainda com aquelas palavras no pensamento, e com aquele sabor de "soube-me a pouco"...
Em Setembro, na Festa do Avante, espero repetir a injecção de alegria, camaradagem, confiança e vontade de lutar com que saí desta Festa da Alegria.

(E então, Justine? Deu para ter uma ideia??)

Boa semana a todos!

13 comentários:

Lúcia disse...

E pronto: eu que achei que não ia perder nada de especial porque me safava do calor, agora fiquei augada, Sal!
Ainda bem que foi assim - uma Alegria.
Beijinhos

linhadovouga disse...

É o que se chama uma Grande Reportagem!
Muito fidedigna, posso garantir.

salvoconduto disse...

Oh Sal, mas nada disso interessa, o que interessa a muita gente é saber se estavam lá as Farc...

"Biste-os"? Estavam de camuflado?

Como te inbeijo!

Medronheiro disse...

Pois para os mais curiosos as FARC estiveram lá disfarsadas de jornalistas mercenários.

Justine disse...

Deu para me sentir lá, ouvindo os cantes, saboreando o presunto e o vinho, abraçando amigos.
Como te abraço agora:)) Obrigada, até Setembro!

Sérgio Ribeiro disse...

Excelente reportagem.
Merecedora de um jornal de referência (porque seriamente informativo)... que parece que só há um: o avante!, apesar de explicitamente comprometido ideologicamente (e ainda bem!).
Pela minha parte, de aquisidor de informação e sempre à procura de coisas bem escritas e bem contadas (e além disso p'ráqui a roer as unhas por não ter ido a Braga), muito obrigado, Sal.

samuel disse...

Começo a ficar convencido de que houve mesmo Festa e Alegria e tudo... :)

Abreijos

poesianopopular disse...

Convencido - eu já estava
Mas, ao ler o teu relato
Tive a certeza que em Braga
Foi vistoso e grande o aparato

Tão grande, que a comunicação
Não viu necessidade de falar
A rádio e a própria televisão
Tambem acharam, por bem calar

Será preciso prova real?
Para ver que os mal intensionados Quando não calam, dizem mal
Não passam deuns coitados.

Já percebi que te esqueceste de beber um verdásco, á minha saude, vais ser multada na FESTa de Setembro, até lá!
Bjos e abraços

poesianopopular disse...

Como estava com pressa para ir dar um mergulho, o último verso saiu torto, assim é que é

Será preciso a prova real?
Para ver que:os mal intensionados
Quando não calam, dizem mal
Não passam de uns coitados.

Fernando Samuel disse...

Post belo, este - como a Festa da Alegria!...

Um beijo grande, de Alegria.

APSL disse...

fica aqui um link bonito: http://pensamentolivres.blogspot.com/

Maria disse...

A reportagem está exacta, Sal. Só faltam as fotografias, que te vou mandar por mail... :)))

Foi bom abraçarmo-nos, outra vez.
As cantorias acabaram às 23.30 de domingo, no palco principal, mas continuaram no pavilhão de Braga, ou não fossem eles os anfitriões...

Beijinhos, também ao nosso futuro...

Sal disse...

Ah
Esqueci-me de dizer que vi por lá umas Farcs e uns garfs, e umas colhers também...
Estavam todas no piso -5!(esta foi dedicada ao Samuel)
:)))
beijinhos