sexta-feira, 11 de julho de 2008

A verdade é como o azeite


Há muita gente que, quando ouve as notícias não faz o exercício de pensar pela sua própria cabeça. Resultado: assimila toda a informação que lhe é passada exactamente da maneira como alguém (será um ser supremo?) quer que a informação seja entendida.
Se somarmos a isto a forma despudorada como os detentores dos orgãos de comunicação social - fiéis servidores do Capital e das ideias neo-liberais - se comportam... então o cenário é exactamente o retrato real de Portugal neste ano de 2008. Eu diria até que o cenário... é catastrófico!
Querem que a malta ache que o futebol é importante (para alienar as massas)...'Bora fazer horas e horas de transmissões de jogos, análises, comentários, notícias de abertura de telejornal, telenovelas sobre compra e venda de jogadores, etc. Querem que a malte ache que a Manuela Ferreira Leite é a única alternativa ao Sócrates (que é para não repararem noutras forças políticas, como o PCP, por exemplo)... 'Bora fazer todos os dias dezenas de entrevistas, comentários, análises políticas, seguir a mulher para todo o lado... Querem que a malta pense que a Colômbia e seu presidente Uribe são os heróis por Ingrid Betancourt ter sido libertada às Farc...'Bora dizer mentiras sobre as Farc, ignorar factos, esconder as atrocidades cometidas por Uribe e as suas forças militares, como por exemplo o rapto de Guillermo Rivera Fúquene (de que nos dá conta o Tempo das Cerejas)
E é certo que toda esta estratégia atinge o seu objectivo. Ainda que parcialmente. Há para aí uns teimosos que não se deixam enganar...
Eu, por mim, mantenho a convicção que a verdade é como o azeite: vem sempre acima, por isso, acredito que nalgum dia deste futuro que nos aguarda os portugueses vão dizer: BASTA!

7 comentários:

Fernando Samuel disse...

Calcula-se que o número de desaparecidos na Colômbia ronda os 30. 000. Destes, alguns vão «aparecendo»: em 2007 foram encontrados mais de mil, enterrados em valas comuns...

Maria disse...

Não sei bem porquê, mas gosto tanto do Uribe como gostava do botas...
:)))

Beijinhos

Pintassilgo disse...

O narcotraficante da Colômbia tem assassinado muito mais gente que o Botas de Santa Comba. claro, que não faço parte daqueles que querem lavar a imagem do Salazar. Quero é fazer sobressair os crimes de Uribe que os democraciáticos portugueses e de todo o Mundo querem esquecer.

Lúcia disse...

Informação, amiga. É a palavra de ordem. Informação. Mas, por muitos factores que não vou expôr aqui (senão nunca mais daqui saía) também há muita gente que não se quer informar; questionar; reflectir. Por exemplo: falas da Ferreira Leite - não é só por falta de infrormação que ela poderá ter alguma chance de subir ao governo. É por falta de memória; é como a história das nêsperas do M. Henrique Leiria!
Beijinhos

Andreia do Flautim disse...

Não estou a ver um bom fututo...

samuel disse...

Bem "usado" o post do Vítor Dias!
Também já fiz o mesmo.

Abreijos

Justine disse...

Felizmente que esses teimosos que não se deixam enganar estão a ser cada vez mais. E que vão denunciando, como fazes no teu post, o embuste em que nos querem enrolar.
Abracinho