quinta-feira, 3 de abril de 2008

Música para uma quinta-feira

Concerto para Piano e Orquestra n.2, de Rachmaninov.


...Só porque gosto muito deste I andamento.
Preferia uma versão com o Richter a tocar, um dos melhores pianistas de todos os tempos (russo, tinha que ser!). Richter é um dos meus pianistas preferidos. Mas não encontrei. Só tenho em cd. Mas esta também não está nada má. O pianista é o Alexis Weissenberg, também muito conhecido, e o maestro é Herbert von Karajan, uma referência mundial que dispensa apresentações.

Para ouvir a qualquer hora do dia...

4 comentários:

au loin disse...

tao suave...:-)
jinho

Sal disse...

Au loin:

É suave mas ao mesmo tempo dramática, profunda.
Podes dar a ouvir à I. e à L.
Acho que pode ser uma boa introdução à música clássica (neste caso é mais Romântica, por ser do Rachmaninov).

beijinhos

Fernando Samuel disse...

«Sampetersburgo, 1901 - Um crítico musical de tendências modernas comenta para um estudante que não cessa de aplaudir o segundo concerto de Rachmaninov:
- Como pode aplaudir esta música sentimental?... Ela está condenada a desaparecer...
- Não - respondeu Iouri Chaporine - Engana-se. Ela sobreviverá a si, a mim, e às futuras gerações»
(«Rachmaninov», N. Bajanov)
..................

Obrigado. Um beijo amigo.

Sal disse...

Grande Fernando Samuel, lembrares aqui a capacidade inigualável que a Arte (neste caso a Música) tem, de derrotar o tempo, e permanecer fresca como no dia em que surgiu pela primeira vez.
Esse diálogo passa-se precisamente no dia da estreia, a 27 de Outubro de 1901, em Moscovo. O solista foi o próprio compositor. E Chaporine não podia estar mais certo...


beijinhos